BRASIL: Artigo: Congresso não pode agir sozinho para investigar Trump
 Inicio > Internacionales | Publicado el Martes, 21 de Marzo del 2017
BRASIL: Artigo: Congresso não pode agir sozinho para investigar Trump


OGlobo / Vamos começar com o que sabemos: há poucas dúvidas de que o governo russo tenha tentado uma operação prolongada no ano passado para tentar influenciar nossas eleições. Todas as 17 agências da comunidade de Inteligência dos EUA concordam com isso, e essa unanimidade é rara. Também é claro que o objetivo da operação era aumentar a probabilidade de que Donald Trump fosse eleito. Esta não é uma declaração partidária, especialmente se olharmos para ela da perspectiva do presidente russo, Vladimir Putin: as posições do então candidato sobre a Rússia eram muito mais favoráveis a Moscou do que as de sua oponente, Hillary Clinton. A antipatia pessoal entre Putin e Hillary provavelmente também desempenhou um papel importante.

Veja também FBI e NSA negam grampos e confirmam investigação de laços entre Trump e Rússia EUA planejam barrar eletrônicos em voos a partir de alguns países de Oriente Médio e África O que mais sabemos? Vimos uma série de dados ligando a campanha de Trump ao governo russo antes da eleição. Sabemos que Michael Flynn, ex-assessor de Segurança Nacional e membro ativo da campanha, visitou Moscou a convite da RT, uma TV russa controlada e financiada pelo Kremlin. Sabemos que a RT pagou a viagem. Sabemos que Flynn se sentou à mesa com Putin durante um evento da rede. Sabemos que ainda existem alegações não comprovadas de conexões entre Paul Manafort, ex-chefe de campanha de Trump, e a Rússia. Sabemos que há questões pendentes sobre o advogado pessoal de Trump, Michael Cohen, a respeito de uma viagem à Europa para reuniões com russos (o que ele negou).

Mesmo se apenas um desses pontos for correto, é necessária uma investigação séria. Que a campanha ou qualquer um de seus representantes tenha, de qualquer forma, se coordenado com o governo russo no período pré-eleitoral constitui uma ameaça a um pilar primário da democracia americana: as eleições livres e justas. E descobrir as conexões entre Moscou e Trump não será possível se deixarmos isso para o Congresso. Para uma questão tão séria — e politicamente complexa — precisamos de uma investigação independente. Como os membros do Congresso estão envolvidos, a política partidária inevitavelmente entra em jogo.

A Comissão do 11 de Setembro tentou chegar à causa de como milhares de americanos poderiam ser mortos nos Estados Unidos por terroristas. Esses ataques foram horríveis, mas politicamente todos em Washington concordavam sobre quem era o inimigo e que atentados como aqueles nunca mais deveriam acontecer. Era, realmente, uma questão bipartidária. A possibilidade muito mais traiçoeira da cooperação de Trump com a Rússia para ganhar a eleição também deve ser de interesse bipartidário, investigada por uma comissão independente. Se isso não acontecer, e os resultados do trabalho da comissão de supervisão sejam simplesmente um dar de ombros, um grave dano terá sido feito à base de nossa democracia.

*Funcionário aposentado da CIA

tyntVariables = {"ap":"Leia mais sobre esse assunto em ", "as": "© 1996 - 2017. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização."}; BRASIL: Artigo: Congresso não pode agir sozinho para investigar Trump

Con Información de OGlobo

http://entornointeligente.com/articulo/9756039/BRASIL-Artigo-Congresso-natilde;o-pode-agir-sozinho-para-investigar-Trump

Síguenos en Twitter @entornoi

Para mas información visite: Mundinews.com


Smart Reputation te ayuda a mejorar tu reputación en línea
http://www.smart-reputation.com





Destacadas


OGlobo / RIO - Criminosos armados atiraram contra policiais que realizavam patrulhamento no Morro do Borel, na Tijuca, Zona Norte do Rio, na manhã deste domingo. Os bandidos conseguiram fugir...

Ads by Web24

Desde Smart Reputation podemos ayudarte a limpiar tu nombre en los buscadores
http://www.smart-reputation.com

OGlobo / Hedi Slimane: agora na Céline - EVAN AGOSTINI / AFP O estilista Hedi Slimane está de volta ao jogo. Ele é o novo diretor artístico, criativo e de...


OGlobo / RIO – "A forma da água", de Guillermo del Toro, venceu o principal prêmio do Sindicato de Produtores de Hollywood. Na 29ª edição da cerimônia, realizada neste sábado,...

Ads by Web24

Smart Reputation te ayuda a mejorar tu reputación en línea
http://www.smart-reputation.com

El Deber / El ministro de la Presidencia, René Martínez, fue uno de los primeros hombres del Gabinete de Evo Morales que se refirieron públicamente a la decisión que se tomó...

Ads by Web24

En Smart Reputation podemos ayudarle a desplazas todas esas malas noticias sobre usted o sus empresas
http://www.smart-reputation.com
ATENCION: TODOS LOS CONTENIDOS PUBLICADOS EN ESTE SITE SON PROPIEDAD DE SUS RESPECTIVOS DUENOS, ENTORNOINTELIGENTE NO SE HACE RESPONSABLE POR LOS CONTENIDOS DE TERCEROS. CADA NOTICIA ESTA ASOCIADA AL MEDIO DE ORIGEN.
LOS AVISOS DE GOOGLE SON PROPIEDAD DE GOOGLE Y EN NINGUN MOMENTO GUARDAN RELACION CON LA LINEA EDITORIAL DEL PORTAL ENTORNOINTELIGENTE.COM