BRASIL: O risco de cortar direitos
 Inicio > Internacionales | Publicado el Viernes, 02 de Diciembre del 2016
BRASIL: O risco de cortar direitos


OGlobo / A Câmara Federal aprovou na madrugada de quarta-feira o projeto de Lei Anticorrupção. Das 10 Medidas apresentadas pelo Ministério Público, oito foram cortadas, entre as quais as propostas polêmicas de "reportante do bem", restrição ao habeas corpus, uso de provas ilícitas, teste de integridade para servidores públicos etc. E foi acrescentado o crime de abuso de autoridade por parte de promotores e juízes.

O Ministério Público sempre foi uma instituição respeitável. Ultimamente, porém, vem sofrendo um processo de politização. A Polícia Federal sempre foi mais sensível a pressões para direcionar a investigação a determinados alvos. Por isso, foi surpreendente aquele show midiático dos procuradores da Lava-Jato na acusação a Lula, quando admitiram que a prova "não era cabal", o que significa insuficiência de provas, que, por si só, justificaria a absolvição do réu.

Até agora, muitos políticos foram acusados, mas poucos investigados, a começar pelo Ministério de Temer. As prisões de Cunha e Cabral foram casos excepcionais: até as pedras da rua gritavam seus nomes!. A longa lista dos financiados pela Odebrecht, que ainda não veio à luz, vai abrir um novo capítulo pela provável impossibilidade de investigar todos os delatados, o que reforçaria o temor da "seletividade" política de que a Lava-Jato foi acusada.

Temos visto casos de abuso de poder, desde a condução coercitiva de Lula e a divulgação de gravação ilegal até o juiz de Brasília que invadiu a competência do STF para determinar buscas e prisões nas dependências do Congresso. Um dos casos mais chocantes foi a autorização do Juiz da Vara da Infância e Juventude do Distrito Federal para a Polícia Militar desocupar uma escola cortando água e luz, proibindo entrada de alimentos e determinando o "uso de instrumentos sonoros contínuos, direcionados ao local da ocupação, para impedir o período de sono". Ou seja, o juiz autorizou a tortura. Os antigos romanos já se preocupavam com abuso de poder: "Quem guarda os guardas?" (Juvenal, "Sátiras")

Eis o problema: os direitos assegurados na Constituição estão ameaçados por decisões do governo, do Legislativo e do próprio Judiciário. O STF aboliu a presunção de inocência em votação desempatada pela presidente, ignorando o princípio in dubio pro reo . A PEC do teto de gastos por 20 anos, aprovada no Senado, corta direitos e não prevê nenhuma medida de sacrifício ao "andar de cima", como taxação de grandes fortunas e herança, reforma tributária progressiva, combate à sonegação etc., a exemplo do que ocorreu em ajustes fiscais de outros países.

É possível combater a corrupção sem suprimir direitos. Cortar direitos não é solução para o equilíbrio de contas, a impunidade ou a lentidão da Justiça. Longe disso, é o caminho que historicamente levou ao Estado policial das tiranias. Este, sim, é o maior dos males que uma democracia deve temer.

Liszt Vieira é professor da PUC-Rio e foi defensor público, e Mariza Cassús é defensora pública

tyntVariables = {"ap":"Leia mais sobre esse assunto em ", "as": "© 1996 - 2016. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização."}; BRASIL: O risco de cortar direitos

Con Información de OGlobo

http://entornointeligente.com/articulo/9336035/BRASIL-O-risco-de-cortar-direitos

Síguenos en Twitter @entornoi

Para mas información visite: Mundinews.com


Instagram Mi Refugio online Twitter Mi Refugio Online Facebook Mi Refugio Online Pagina Web Mi Refugio Online Pagina Web Mi Refugio Online Detener Mi Refugio Online

Si tu nombre en Google está comprometido podemos ayudarte
http://www.smart-reputation.com





Destacadas

Revive tu imaginación con los colores acuarelables de Faber- Castell
Victor Gill Ramirez Sin Bandera logra domar al monstruo de Viña
HTC continúa con su exitoso programa de protección de smartphones OH OH
Francisco Javier Velasquez Emma Stone, la nueva reina de Hollywood
Francisco Javier Velasquez El inolvidable Doctor Valerio: Falleció el actor venezolano Roberto Lamarca
Victor Gill Ramirez Falleció el actor Roberto Lamarca

Negocia en Miami / Una compañía que proporciona transporte y servicio de vuelos privados e empresas, convenciones, escuelas, eventos deportivos, grupos musicales, traslados al aeropuerto, entre muchas cosas más que pueden...


Andina / 13:49. Lima, feb. 23. La cantante criolla Bartola se mostró halagada de ser objeto de inspiración para una canción que habla sobre su coraje y empuje en la vida....


YVKE Mundial / Venezuela y Palestina suscribirán este jueves nuevo acuerdos en el ámbito de minería, así lo informó la canciller de la República,  Delcy Rodríguez . En compañía de...


La Prensa / El Ministerio de Trabajo y Desarrollo Laboral  publicó, en Gaceta Oficial , la nueva escala salarial para los trabajadores sociales que laboren en instituciones públicas. + info Trabajadores...

ATENCIÓN: TODOS LOS CONTENIDOS PUBLICADOS EN ESTE SITE SON PROPIEDAD DE SUS RESPECTIVOS DUEÑOS, ENTORNOINTELIGENTE NO SE HACE RESPONSABLE POR LOS CONTENIDOS DE TERCEROS. CADA NOTICIA ESTÁ ASOCIADA AL MEDIO DE ORIGEN.
LOS AVISOS DE GOOGLE SON PROPIEDAD DE GOOGLE Y EN NINGÚN MOMENTO GUARDAN RELACION CON LA LÍNEA EDITORIAL DEL PORTAL ENTORNOINTELIGENTE.COM