Projeto de renegociação de dívidas dos estados deve ser votado na próxima semana
 Inicio > Internacionales | Publicado el Miercoles, 30 de Noviembre del 2016
Projeto de renegociação de dívidas dos estados deve ser votado na próxima semana


Agencia Brasil / O relator da projeto de renegociação da dívida dos estados, senador Armando Monteiro (PTB-PE), disse hoje (30) que espera a conclusão da votação da proposta no Senado na próxima semana. O projeto ainda retornará à Câmara.

O senador disse que poderá fazer novas modificações nas contrapartidas previstas no projeto, se houver um acordo de ajuste fiscal para os estados. A União está em negociação com os estados para definir medidas de ajuste fiscal, em contrapartida à repartição da multa da regularização de ativos no exterior paga por contribuintes, conhecida como repatriação.

O senador disse que esse ajuste poderá ser feito, se o acordo for fechado até a próxima semana, quando deve haver votação do projeto da renegociação de dívidas dos estados na Comissão de Assuntos Econômicos e no plenário do Senado.

O projeto de renegociação prevê o alongamento da dívida por 20 anos e a suspensão do pagamento das parcelas até o fim deste ano, com retomada gradual a partir de 2017. Como contrapartida, os gastos públicos dos estados não poderão subir acima da inflação por dois anos.

Durante a tramitação do projeto na Câmara foram retiradas outras contrapartidas previstas com a renegociação, como suspensão da concessão de aumento aos servidores públicos por dois anos. O senador defende o controle dos gastos pelos estados e incluiu novamente contrapartidas no projeto. Entre elas estão cortes de cargo de livre provimento e a vedação de contratação de pessoal salvo em áreas que são essenciais como saúde, segurança e educação, durante dois anos.

"Não adianta renegociar dívida, dar dinheiro novo, acessar recursos de caráter extraordinário, sem que se crie uma disciplina, um regime de austeridade no país", disse, ao deixar o Ministério da Fazenda, após reunião com o ministro Henrique Meirelles.

O senador argumentou que, assim como a União, que pretende fazer ajuste fiscal com a definição de teto dos gastos por 20 anos, os estados também precisam controlar as despesas. "Não pode haver um regime que consagre uma disciplina para os gastos da União e que deixe os estados fora. Até porque o problema dos estados, em última instância, vai se refletir nas contas da União, de forma direta ou indireta. O importante é consagrar o conceito de que tem que ter contrapartida", acrescentou.

Edição: Maria Claudia Projeto de renegociação de dívidas dos estados deve ser votado na próxima semana

Con Información de Agencia Brasil

http://entornointeligente.com/articulo/9327493/Projeto-de-renegociaccedil;atilde;o-de-diacute;vidas-dos-estados-deve-ser-votado-na-proacute;xima-semana

Síguenos en Twitter @entornoi

Para mas información visite: Mundinews.com


Última tecnología en grabado láser para acrílicos madera y MDF
http://artelaser21.com/







Destacadas

Primera Cumbre Manos por Colombia: Innovación Empresarial para la construcción de país

Mundo Ejecutivo / La empresa Kaspersky dio a conocer que tras varias investigaciones descubrió una serie de vulnerabilidades en gasolineras de algunos países, lo que las convierte en presas fáciles para...


Mundo Ejecutivo / La casa Gardiner Hooulgate de Londres subastará una guitarra de Eric Clapton en 13 mil 917 dólares . El instrumento perteneció al músico desde 1978 hasta 1999; está...


El Informador / Autoridades en Roma despejaban hoy un terreno para remolcar varios coches atrapados entre los escombros debido a un socavón gigante. Dos edificios de la capital de Italia fueron...


El Informador / La NASA transmitirá la caminata espacial de dos astronautas de la Estación Espacial Internacional (ISS, por sus siglas en inglés) programada para este viernes , que tiene como...

ATENCION: TODOS LOS CONTENIDOS PUBLICADOS EN ESTE SITE SON PROPIEDAD DE SUS RESPECTIVOS DUENOS, ENTORNOINTELIGENTE NO SE HACE RESPONSABLE POR LOS CONTENIDOS DE TERCEROS. CADA NOTICIA ESTA ASOCIADA AL MEDIO DE ORIGEN.
LOS AVISOS DE GOOGLE SON PROPIEDAD DE GOOGLE Y EN NINGUN MOMENTO GUARDAN RELACION CON LA LINEA EDITORIAL DEL PORTAL ENTORNOINTELIGENTE.COM