BRASIL: Cenas de barbárie no carnaval do Rio provocam crise na segurança
 Inicio > Política | Publicado el Jueves, 15 de Febrero del 2018
BRASIL: Cenas de barbárie no carnaval do Rio provocam crise na segurança


OGlobo /

RIO e BRASÍLIA — A violência que explodiu no Rio durante o carnaval , com cenas de bárbarie filmadas por cariocas e turistas e divulgadas nas redes sociais, provocou uma crise na Secretaria de Segurança do estado. Imagens de três arrastões em Ipanema e de um supermercado saqueado no Leblon, além de vídeos e fotos que mostram assaltantes espancando vítimas, causaram mal-estar dentro do órgão e fizeram o ministro da Defesa, Raul Jungmann, prometer novas medidas para conter a criminalidade no Rio. Ele ressaltou, na última quarta-feira, que não recebeu qualquer pedido para as Forças Armadas reforçarem o patrulhamento e disse que virá à cidade até o fim de semana para "avaliar a situação".

— São cenas inadmissíveis. Ficou muito claro que a situação do Rio durante o carnaval, como o próprio governador reconheceu, foi lamentável. Aqueles fatos impactaram muito o governo, e novas medidas deverão vir — afirmou Jungmann.

OFICIAL DA PM COM CRIVELLA

Veja também Violência denunciada pela Beija-Flor na Sapucaí se espalha pelo Rio Carnaval no Rio é marcado por um arrastão de violência Desordem faz a festa e Belmonte cerca entorno para evitar prejuízos O governador Luiz Fernando Pezão voltou a dizer, na última quarta-feira, que houve erros nas estratégias de policiamento, o que causou desconforto não só na Secretaria de Segurança, mas também no comando da PM. Algumas autoridades criticaram a ida do coordenador de inteligência da corporação, coronel Antônio Jorge Goulart, para a Europa justamente num período em que a cidade teve 6,5 milhões de pessoas participando de desfiles de blocos e outros eventos. O oficial faz parte da comitiva que acompanha o prefeito Marcelo Crivella em um giro por três países.

Em um vídeo divulgado na véspera da viagem, Crivella aparece com sua comitiva, mas se esquiva de apresentar Goulart pelo nome — diz apenas estar na companhia de "um oficial da PM". A corporação não explicou por que o coronel viajou com o prefeito. Um outro motivo de desconforto entre autoridades é a "ausência" do secretário de Segurança, Roberto Sá: apesar de o Rio ter sido tomado por uma onda de crimes, incluindo arrastões, ele não deu entrevistas durante o carnaval. Coube ao porta-voz da Polícia Militar, major Ivan Blaz, comentar a violência, e de forma polêmica. Ele recomendou aos foliões que evitassem "ostentar joias" e fazer selfies com celulares.

Às vésperas do carnaval, ao ser questionado sobre o planejamento da segurança para a folia carioca, Pezão afirmou "está tudo engrenado". O governador chegou a dizer que, ao longo dos sete anos de sua gestão, a PM mostrou que sabe elaborar estratégias para grandes eventos. Ontem, no entanto, reconheceu "a perda do controle":

— Não estávamos preparados. Houve uma falha nos dois primeiros dias (do carnaval); depois a gente reforçou o policiamento. Mas acho que houve mesmo um erro nosso. Não dimensionamos isso (a quantidade de pessoas que participaram de desfiles de blocos), mas acho que é sempre uma questão de aprimoramento, a gente tem sempre que se aprimorar.

Para o antropólogo Robson Rodrigues, ex-comandante do Estado-Maior da PM e pesquisador do Laboratório de Análise da Violência da Uerj, está claro que faltaram análises de inteligência para o carnaval:

Publicidade

— O problema não foi só de policiamento. Policiamento é um elemento dentro do planejamento. Cabia à Secretaria de Segurança, por meio de seu setor de inteligência, levantar dados e traçar uma análise de todos os riscos.

Já a promotora Andréa Amin, coordenadora do Grupo de Atuação Especializada do Ministério Público, disse que faltou integração entre estado e município no carnaval:

— Vamos começar a planejar o carnaval de 2019 na semana que vem. Órgãos estaduais e municipais já estão sendo convocados. Instauramos um procedimento investigatório sobre o planejamento da segurança.

BRASIL: Cenas de barbárie no carnaval do Rio provocam crise na segurança

Con Información de OGlobo

http://entornointeligente.com/articulo/3927298/BRASIL-Cenas-de-barbaacute;rie-no-carnaval-do-Rio-provocam-crise-na-seguranccedil;a

Síguenos en Twitter @entornoi








Otras noticias de interés
Destacadas

Beca Ing. Sandra Cauffman beneficiará a mujeres interesadas en la ingeniería
EPA invita a participar en su Curso de Construcción
Obra "Asphixia" llega a las tablas para romper con los estereotipos
Más de 600 baruteños participaron en la jornada Baruta Recicla

El Informador / Cansancio, palidez, pérdida de peso, sangrado de nariz o encías, puntos rojos en la piel, dolor de huesos, somnolencia y dolor de cabeza son algunos síntomas de cáncer...


CNN / (CNN) - Cuando Melissa Falkowski escuchó que había un tiroteo en la escuela , su instinto se apoderó de ella. "Me las arreglé para poner a 19 niños...


Mundo Ejecutivo / El presidente de Estados Unidos, Donald Trump, entregó su solicitud presupuestal para el año fiscal 2019, en el cual incluye 79 millones de dólares en ayuda para México...


Mundo Ejecutivo / Mercado Libre anunció la apertura de dos nuevos centros de distribución en el Estado de México, los cuales cuentan con una superficie total de 130 mil metros cuadrados...

ATENCION: TODOS LOS CONTENIDOS PUBLICADOS EN ESTE SITE SON PROPIEDAD DE SUS RESPECTIVOS DUENOS, ENTORNOINTELIGENTE NO SE HACE RESPONSABLE POR LOS CONTENIDOS DE TERCEROS. CADA NOTICIA ESTA ASOCIADA AL MEDIO DE ORIGEN.
LOS AVISOS DE GOOGLE SON PROPIEDAD DE GOOGLE Y EN NINGUN MOMENTO GUARDAN RELACION CON LA LINEA EDITORIAL DEL PORTAL ENTORNOINTELIGENTE.COM