Ampliar Contenido














 Inicio > Internacionales | Publicado el Jueves, 20 de Marzo del 2014
BRASIL: Chefia de conselho da Petrobrás dava a Dilma acesso total a dados de refinaria
Esta noticia ha sido leída 20 veces

Estadao / BRASÍLIA - Dirigentes da Petrobrás afirmam que, como presidente do Conselho de Administração da estatal, Dilma Rousseff tinha acesso a todos os documentos produzidos sobre a refinaria de Pasadena, incluindo pareceres jurídicos, antes de dar seu voto pela aprovação da polêmica compra da planta no Texas, EUA.

Veja também:

Oposição tenta aproveitar rebelião do PMDB para aprovar CPI da Petrobrás

Responsável por parecer 'falho' vai para Europa

TV Estadão: Reação de Dilma surpreende aliados e oposição

Cronologia: a compra da refinaria pela Petrobrás



Dida Sampaio/Estadão Dilma em 2006, quando era ministra da Casa Civil

Conforme revelou ontem o Estado , a presidente da República justificou em nota oficial que só aprovou a compra de 50% da refinaria americana em 2006, quando era chefe da Casa Civil do governo Lula e comandava o conselho, porque recebeu "informações incompletas" e uma "documentação falha". Se tivesse todos os dados, disse a petista na nota, "seguramente" a compra da refinaria não seria aprovada.

O negócio de Pasadena é investigado pela Polícia Federal, Ministério Público, Tribunal de Contas da União e uma comissão externa da Câmara por suspeita de superfaturamento e evasão de divisas. A oposição a Dilma no Congresso tenta também aprovar uma CPI sobre o caso.

Dilma afirmou nessa nota que, se soubesse de cláusulas como a que obrigava a Petrobrás a comprar o restante da refinaria em caso de desentendimento com sua sócia, não teria chancelado o negócio, que custou R$ 1,18 bilhão aos cofres da estatal.

Cláusulas como a Put Option, que obriga uma das partes a comprar as ações da outra em caso de desacordo, são consideradas praxe na rotina jurídica da Petrobrás, segundo dois diretores ouvidos ontem, nos bastidores, pela reportagem. Num contrato celebrado pela Petrobrás com uma sócia na Argentina em 2003, por exemplo, a cláusula estava presente.

Um terceiro diretor, hoje político, também sustenta a disponibilidade de informações a quem está no conselho. "Acho pouco provável que algum processo chegue ao conselho (de administração da Petrobrás ) sem estar devidamente instruído para liberação dos diretores e conselheiros", afirmou o senador Delcídio Amaral (PT-MS), que comandou a área de Gás e Energia da Petrobrás e é apontado como um dos padrinhos de Nestor Cerveró na estatal. Cerveró comandava a Área Internacional da Petrobrás em 2006 e foi responsável pelo "resumo técnico" enviado ao conselho naquele ano para que a compra da refinaria de Pasadena fosse aprovada ou não.

A estatal não se pronunciou oficialmente ontem. A presidente da companhia petrolífera, Graça Foster, era esperada em evento em São Paulo, mas cancelou sua participação na última hora.

Advogados afirmaram que a cláusula de Put Option é comum em negócios envolvendo grandes aquisições, mas que não é aceitável que essa informação seja omitida do conselho de administração. "O que não me parece admissível é a Petrobrás, com toda a estrutura de controle que tem, ter omitido do Conselho de Administração informações tão importantes, que poderiam ter sido decisivas para o prosseguimento ou não do negócio", disse o advogado especialista em Direito Empresarial Fernando Tibúrcio Peña. Nesse sentido, caberia responsabilização de quem omitiu a informação.

Conforme a ata 1.268 da reunião do conselho que tratou da compra dos primeiros 50% de Pasadena, por "solicitação" do então presidente da Petrobrás, José Sérgio Gabrielli, o diretor internacional da empresa na época, Cerveró, participou da reunião do conselho, quando fez um relato sobre o negócio. Antes do colegiado, a diretoria executiva da empresa estatal já havia aprovado a compra, mas decidiu submetê-la à avaliação do conselho.

Outra cláusula. Na nota em que justificou o apoio à compra de 50% da refinaria, Dilma também disse que não tinha conhecimento de uma segunda cláusula. Chamada Marlim, garantia à sócia da Petrobrás, a belga Astra Oil, um lucro de 6,9% ao ano mesmo que as condições de mercado fossem adversas. Aqui, segundo os diretores ouvidos reservadamente pelo Estado , havia uma discrepância. O índice mais usado em negócios assim é de 5% para baixo sobre o capital investido.

As fontes da Petrobrás informaram, ainda, que o conselho poderia solicitar uma auditoria no contrato antes da compra, a qualquer tempo, caso houvesse dúvidas sobre o processo, o que não ocorreu com Pasadena. A Petrobrás só começou a agir contra o acordo em 2008, dois anos após a aprovação do negócio. Segundo a nota de Dilma, foi nesse ano que o conselho tomou conhecimento das cláusulas em questão. / COLABORARAM SABRINA VALLE e MARIANA SALLOWICZ

Notícias relacionadas: Dilma se reúne com Jader Barbalho em Belém Para Dilma, Mais Médicos é 'caminho certo' 'Estamos no caminho certo', diz Dilma sobre Mais Médicos Oposição pede informações sobre compra de refinaria 'Governo jamais olha partido', garante Dilma em Belém" Tópicos: Petrobrás , Refinaria de pasadena , Dilma ,

Con Información de Estadao

Otras noticias de interés
  • Aportes de empresas a la política
  • Pasó hoy: Leyla Chihuán consultará a su bancada proyecto que beneficiaría a Fujimori; Ferguson: 29 detenidos en nuevos disturbios con saqueos e incendios; Messi supera a Raúl como máximo goleador histórico de Champions League
  • Caso Iguala enfrenta a priístas con perredistas
  • El Congreso aprobará hoy la ley que dará más autonomía a la Biblioteca Nacional de España con el apoyo del PSOE
  • COSTA RICA: ICE quiere otro edificio propio para ahorrar en alquileres
  • Aumentan muertes en Baja California
  • 98-86. Knight detiene racha perdedora de Bucks y se la deja a su exequipo
  • BRASIL: Pacote quer disciplinar limpeza da popula��o de Valinhos
  • Difusión de alianzas científicas en el exterior
  • Sin rastro del avión MH370 tras búsqueda submarina
  • O degredo de uma utopia na Nova Caledónia
  • Magallanes dejó en el terreno a Aragua
  • ESPAÑA: La indignación de Ferguson se extiende a 170 ciudades en todo Estados Unidos
  • Rusia aplaza lanzamiento de satélite europeo por desperfecto en el cohete
  • Propuesta para volver al voto obligatorio
  • Prueba y homofobia
  • Industria baraja realizar una nueva subasta de interrumpibilidad
  • COMUNICADO: Tom Clay, anteriormente consejero delegado de Z Corporation, se une a la junta directiva de Mcor Technologies
  • MÉXICO: Tina Turner, 75 años de la reina
  • ESPAÑA: Margallo pide a Cuba que deje viajar a la isla a expresos que viven en España

  • http://www.web24horas.com/
    (Ads By Web24)

    Realizamos páginas web en tan sólo 24 horas
    http://artelaser21.com/
    (Ads By Web24)

    Última tecnología en grabado láser para acrílicos madera y MDF
    EntornoInteligente.com
    (Ads By Web24)

    Publica tu aviso con nosotros y llega a más de 3 millones de usuarios mensuales
    Otras noticias de interés
  • Tras larga jornada, Senado despachó 20 de las 26 partidas del Presupuesto 2014
  • ESPAÑA: Rusia aplaza lanzamiento del satélite europeo por desperfectos en el cohete
  • Robo de cable de cobre, un delito que le quita la energía eléctrica a los caleños
  • La educación de calidad centra debate de ministros iberoamericanos de Trabajo
  • Twitter permite a los anunciantes ofrecer descuentos en la red social
  • CHILE: Gobierno británico controlará universidades para combatir la amenaza terrorista
  • Australia dijo que no hay rastros del MH370 tras 7.000 kilómetros de búsqueda en el piso oceánico
  • Agüero: vuelve a ser el de siempre, justo ante Neuer
  • Cynthia Valdez alcanza su oro 12 en JCC
  • Los laboratorios alertan del desigual acceso de los pacientes a los fármacos
  • Mueren 3 supuestos insurgentes en un ataque de un dron estadounidense
  • Come�a nesta quarta-feira a 8� Mostra Curta Audiovisual
  • El presidente de Campofrío y el de la Junta de CyL se reúnen este miércoles con Soria
  • El ex "número dos" del Pentágono Ashton Carter se perfila como sucesor de Hagel
  • El Gobierno de Canarias organiza una jornada para estimular el emprendimiento
  • MÉXICO: Diez meses
  • El Deportivo aprueba una ampliación de capital con un repaso a los errores del pasado
  • ESPAÑA: Margallo deja Cuba sin ver a Raúl Castro y pidiendo reformas rápidas
  • Deborah Menicucci: "He venido a Londres por la victoria"
  • Qué descuentos pescar por Black Friday y Ciber Monday
  • http://www.web24horas.com/
    (Ads By Web24)

    En Web24 IT Services realizamos su página Web con tecnología y diseño de alta calidad.
    www.dequimica.com
    (Ads By Web24)

    Noticias e información sobre el mundo de la química. Tabla Periódica, Glosario de Términos, Elementos Químicos y más...
    http://www.benserca18.com/
    (Ads By Web24)

    Normas para uso de cascos y chalecos. Lea la Gaceta Oficial aquí.
    Otras noticias de interés
  • Pastor y Feijóo presiden este miércoles la colocación de la primera piedra del contradique del Puerto Exterior
  •   Opinión de

      (Leopoldo Mendívil)
  • Reforzar la atención primaria en salud
  • GLOBALES: Miércoles variable con ratos de lluvia y sol y temperaturas en descenso
  • Soria comparece hoy en el Congreso para hacer balance de tres años de política energética e industrial
  • GLOBALES: 2.000 agentes blindan Ferguson para evitar otra ola de violencia
  • El Estado Islámico ejecuta en Mosul a dos excandidatas al Parlamento iraquí
  • MÉXICO: Un amplio lapso
  • Arranca la Madrid Horse Week para convertir la capital en el centro de la hípica
  • COMUNICADO: Viernes negro: Allview pondrá la súper tecnología a súper precios
  • China negocia la construcción del primer tren de alta velocidad en India
  • MÉXICO: EU, en encrucijada por derechos civiles
  • PANAMÁ: El PRD y panameñismo se van con"El Ungido?
  • Falta de estrutura da DDM deixa v�timas sem atendimento
  • Vaz�o do Rio Atibaia � a menor registrada em 13 anos
  • Mujer mató a su esposo de una puñalada durante pelea
  • MÉXICO: Nada escrito
  • MÉXICO: Serie de narcos gana Emmy
  • VENEZUELA: Democratización universitaria
  • ESPAÑA: Un equipo para una nueva etapa