MAS: "Un solo sector no puede construir el cambio"

ENTORNOINTELIGENTE.COM / El secretario general del Movimiento al Socialismo (MAS) en el estado Anzoátegui, Felipe Mujica, expresó ayer en dos programas audiovisuales transmitidos en el norte de la entidad, que para resolver los problemas que agobian a la sociedad venezolana, es necesario que el Gobierno y la oposición reconozcan sus errores, elaboren un discurso plural, y dejen a un lado sus intereses particulares. Mujica manifestó que tanto en el sector oficial como en la MUD, se habla de una unidad vacía y de siglas. De acuerdo a su criterio, es necesario impulsar una verdadera unión que atienda a todos por igual y sin distinciones: "Ha sido un proceso que no ha sido entendido por ninguno de los dos sectores que siguen dividiendo a la sociedad, mientras Venezuela queda en el último punto de la agenda y por ahí se nos va el país", agregó. El dirigente masista indicó que el oficialismo sólo se dirige a su parcialidad, y que los representantes de la MUD hacen lo propio: "Ni la unidad del Gobierno ni la de la oposición le sirven al país. Un solo sector no puede construir el cambio. Supongamos que hoy estuviera mandando Henrique Capriles y no Maduro, la situación sería igual de difícil, bajo el mismo esquema polarizado. Es necesario unir voluntades", añadió. Para Mujica, es importante rectificar y asumir que es imposible producir un cambio en positivo desde un solo bando. Agregó que hay que elaborar un discurso que no esté dirigido nada más a una parcialidad, sino a todos los venezolanos. Y en tercer lugar, expresó que los dirigentes más reconocidos de ambos polos tienen que dar muestras de desprendimiento, y dejar a un lado los intereses y egos personales. Resaltó que las fuerzas políticas de oposición no pueden continuar sumidas ante una organización como la MUD, que sólo aparece en coyunturas electorales repartiendo cargos a conveniencia de unos pocos: "El MAS tiene una política independiente en donde expresamos nuestras ideas, ya no tenemos camisas de fuerzas. Estamos haciendo un aporte honesto a partir de la reconciliación y del entendimiento", aseveró.

Con Información de ENTORNOINTELIGENTE.COM

www.entornointeligente.com

Visite tambien www.mundinews.com | www.eldiscoduro.com | www.tipsfemeninos.com | www.economia-venezuela.com | www.politica-venezuela.com | www.enlasgradas.com | www.cualquiervaina.com | www.espiasdecocina.com | www.videojuegosmania.com

Síguenos en Twitter @entornoi

Ampliar Contenido











ADVERTENCIA: Los anuncios publicitarios del programa Google Adsense han sido deshabilitados en esta noticia por poseer contenido considerado como NO APTO PARA MENORES

 Inicio > Política | Publicado el Martes, 21 de Enero del 2014
BRASIL: Valcke anuncia em Curitiba 'intervenção branca' nas obras na Arena da Baixada
Esta noticia ha sido leída 49 veces

OGlobo / CURITIBA - O secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, anunciou nesta terça-feira em Curitiba uma "intervenção branca" nas obras de reforma e ampliação da Arena da Baixada, onde devem acontecer quatro jogos da Copa do Mundo 2014. As obras passam a ser acompanhadas diariamente por um comitê com integrantes da Prefeitura de Curitiba, Governo do Paraná e da CAP S/A, empresa criada para tocar a obra, que até agora era a única responsável pela iniciativa.

- A questão é delicada. Sejamos francos e diretos. Como devem saber, a situação atual do estádio não é do nosso agrado. Não apenas está muito atrasado, mas também foge a qualquer bom cronograma de entrega da Fifa para o uso - afirmou Valcke.

Valcke fixou em 18 de fevereiro o prazo para que os problemas sejam resolvidos e a obra, acelerada.

- Não podemos organizar jogos sem estádio. É uma situação de emergência. Não queremos o estádio pronto em 18 de fevereiro, mas queremos ver progresso nas obras - disse.

- Nossa expectativa para o dia 18 é ver o estádio e poder dizer: Ok, vai estar pronto poucas semanas antes do primeiro jogo do Mundial - afirmou.

Para o dia 18 de fevereiro está previsto um encontro de representantes das Seleções que disputarão a Copa, em Florianópolis. Depois desse encontro, os representantes das Seleções vão visitar os estádios onde haverá jogos.

A mais recente divulgação do andamento da obra, feita em 15 de janeiro pela CAP S/A, aponta a conclusão de 88,6% dos trabalhos na Arena da Baixada. Segundo o secretário estadual da Copa, Mário Celso Cunha, na manhã desta terça-feira foram liberados R$ 39 milhões pela Agência de Fomento do Paraná, para agilizar a conclusão da Arena. Ele atribuiu os atrasos principalmente à demora na liberação de financiamento pelo BNDES.

- Quando é para construtora, o BNDES libera os recursos antecipadamente. No caso da Arena, como o financiamento é tomado pela CAP S/A, o Banco exige que sejam apresentadas notas de pagamentos e depois é feita a liberação dos recursos. O Atlético bancou as obras sozinho por um bom tempo. A liberação desses recursos pela Fomento Paraná vai dar um novo impulso às obras - disse.

Agora a bola está com Curitiba e o governo para implementar essas medidas pic.twitter.com/xL7C3EBHtW

— Jérôme Valcke (@jeromevalcke) January 21, 2014



Ele apontou que problemas trabalhistas, que suspenderam as obras por dez dias em dezembro, além de questões climáticas, com muitos dias de chuva, também atrapalharam a evolução das obras.

Depois de dois dias de reuniões e vistorias em Curitiba, foram anunciadas três medidas para tentar resolver os problemas: Além da criação do comitê com integrantes da Prefeitura e do Governo estadual, as obras serão intensificadas com a criação de um terceiro turno de trabalho na construção e será garantido o fluxo financeiro para que o ritmo dos trabalhos seja intensificado. A empresa de consultoria Price&Waterhouse vai auditar a obra para definir se há necessidade de mais recursos financeiros para sua conclusão.

Com o atraso, o primeiro jogo-teste, que ocorreria em fevereiro, foi adiado. A expectativa do secretário estadual da Copa é que esse primeiro teste aconteça em abril. Ele descartou que Governo do Estado e Prefeitura coloquem mais recursos públicos no projeto.

- O que podemos fazer é agilizar novos financiamentos pela Agência de Fomento, desde que com garantias do Atlético, que já empenhou seu Centro de Treinamento e agora deu como garantia também os direitos de televisionamento dos jogos do clube em 2014 - explicou.

O secretário nacional da Copa , Luiz Fernandes, se recusou a admitir que há uma intervenção nas obras da Arena.

- A ideia sequer partiu da Fifa, mas tem o apoio do governo estadual, da Prefeitura e do Clube Atlético Paranaense - disse.

- Depois dessa vistoria, determinamos que, mantido o ritmo atual, o estádio não ficaria pronto a tempo, com o cumprimento das exigências para realização dos jogos nessa cidade. Hoje temos 1.084 pessoas trabalhando na obra. Vamos elevar esse número com a criação de um terceiro turno de trabalho - afirmou.

Mário Celso Cunha diz que o está "fazendo tudo que é necessário para evitar a catástrofe que seria a retirada da sede de Curitiba na Copa". Segundo ele, a cobertura do estádio está praticamente pronta, 6 mil cadeiras já foram colocadas e o gramado deve ficar pronto em março. Cunha disse também que a Secretaria Estadual da Copa contatou quatro empresas que poderiam colocar dinheiro na obra, em troca de estampar seu nome na fachada do estádio, na modalidade "naming rights".

- Agora depende do Atlético tocar essas negociações - disse.

A reforma e ampliação da Arena da Baixada tinha orçamento inicial de R$ 184,6 milhões. Em agosto do ano passado, esse valor subiu parta R$ 265 milhões, a serem repartidos igualmente entre Atlético Paranaense, Prefeitura de Curitiba e Governo do Estado. A auditoria da Price&Waterhouse vai definir a necessidade de recursos adicionais para a conclusão da obra.

Curitiba deve ter quatro jogos da Copa. A primeira partida do Mundial na Arena da Baixada deve ser entre Irã e Nigéria , no dia 16 de junho. Honduras e Equador jogam no dia 20 de junho; Austrália e Espanha, em 23 de junho; e Argélia e Rússia, três dias depois.

Inspeção em Belo Horizonte

O Mineirão também recebeu nesta terça a inspeção da Fifa e do Comitê Organizador Local (COL). Cerca de 50 pessoas inspecionaram áreas que abrangem os serviços de competições, protocolo, bilheteria e sinalização, marketing, mídia e TV, tecnologia, serviços ao espectador (alimentação, limpeza e voluntários) e vila de hospitalidade.

Ao contrário da Arena da Baixada, o estádio mineiro não está em situação preocupante e há poucos ajustes a serem feitos antes da competição.

- O grande número de jogos aqui nos dá uma tranquilidade e uma confiança muito grande em saber que o estádio funciona. É uma visita muito tranquila, simplesmente de evolução natural do nosso planejamento - destacou Tiago Paes, gerente de operações do COL.

Belo Horizonte vai reeceber seis partidas durante o Mundial-2014, incluindo um duelo válido pela semifinal da competição.


http://www.seguros-guia.com
(Ads By Web24)

Los jóvenes protagonizan la tasa de siniestralidad
http://espiasdecocina.com
(Ads By Web24)

Aprende a preparar unas ricas comidas con las sobras del día anterior
http://eldiscoduro.com
(Ads By Web24)

Descubre cómo hacer dinero con tus posts
SÍGUENOS
Mas noticias en EntornoInteligente.com
http://eldiscoduro.com
(Ads By Web24)

El último lanzamiento de Apple sigue dando de qué hablar
http://cualquiervaina.com
(Ads By Web24)

Noticias locas del todos los días solo en Cualquiervaina.com
http://www.cualquiervaina.com
(Ads By Web24)

Las noticias más locas seriamente narradas
TAMBIEN TE PUEDE INTERESAR

¿Por qué este cerdo brincó de un camión en movimiento? /NOTICIERO CUALQUIERVAINA 11-06-2014

Restaurante ofrece peluches gigantes a comensales solitarios (Noticiero CualquierVaina 08-05-2014)

Hombre camina BOCA ABAJO / NOTICIERO CUALQUIERVAINA 29-05-2014