Académicos pedem libertação de lham Tohti - EntornoInteligente

Correio da manha / Cerca de 400 académicos de todo o mundo pediram esta sexta-feira à China para libertar Ilham Tohti, o intelectual de etnia uigur que foi condenado a prisão perpétua em 2014 por “separatismo” num processo muito criticado pela comunidade internacional.

No dia em que se cumpre o segundo aniversário da detenção de Tohti, 400 académicos da Europa, América e Ásia, a par com a Amnistia Internacional publicam uma carta dirigida ao presidente chinês, Xi Jinping, em que recordam as suas promessas e obrigações de proteger e respeitar os direitos humanos.

No caso de Tohti, os intelectuais e académicos consideram que tal não sucedeu, lembrando o colega chinês como um crítico das políticas do Governo de Xinjiang, região no noroeste do país onde reside a etnia uigur à qual pertence, mas sempre na base do respeito pela lei, e que trabalhou, de forma pacífica, para “estabelecer pontes” entre etnias diferentes que entravam em conflito.

Tohti foi declarado culpado de “separatismo”, numa altura complicada na região do Xinjiang devido aos inúmeros conflitos entre os chineses da etnia uigur e os da etnia han, a maioritária na China e predominante no seio do poder político.

O governo chinês considera a violência de que foi palco Xinjiang – que, nos anos recentes, chegou a alastrar a outras partes da China – como terrorismo islâmico e independentista, algo que as organizações uigures no exílio rejeitam, sob o argumento de que os confrontos são consequência da repressão que sofrem.

Académicos pedem libertação de lham Tohti

Con Información de Correio da manha

www.entornointeligente.com

Visite tambien www.mundinews.com | www.eldiscoduro.com | www.tipsfemeninos.com | www.economia-venezuela.com | www.politica-venezuela.com | www.enlasgradas.com | www.cualquiervaina.com | www.espiasdecocina.com | www.videojuegosmania.com

Síguenos en Twitter @entornoi

Add comment

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *